domingo, 28 de agosto de 2011

Para refletir!

Posted by Daniela Carvalho | domingo, 28 de agosto de 2011 | Category: |

Este texto é de um grande amigo que conheci este ano. Por isso daqui para frente ele nos presenteará com seus manuscritos!


Disciplina para todos


“Filho mal-educado é vergonha para o pai, e se for uma filha, a desgraça é ainda maior. Filha sensata arranja marido; filha sem vergonha é desgraça para os pais. Filha insolente envergonha o pai e o marido, e é desprezada pelos dois. Advertência fora de hora é como festa em velório, mas vara e disciplina é sabedoria em qualquer tempo” (cf. Eclo 22,3-6).

O texto bíblico do Livro do Eclesiástico vem iluminar esta singela reflexão acerca de valores e princípios familiares e sociais, bem como a EDUCAÇÃO. Basta sairmos de nossas casas e perceberemos alguns atos de má-educação, principalmente o vandalismo, marginalismo..., seja de jovens pichando muros, “bocas” de fumo, prostituição, exploração sexual infanto-juvenil, trabalho infantil, ou ainda, crianças e adolescentes que, necessariamente, só têm como tarefa estudar e conseguem repetir o ano na escola onde estudam. É o cúmulo do absurdo.

No entanto, alguns pais acreditam que a culpa é sempre dos professores, esses que estão dispostos, apenas, a ensinar. Seus filhos sempre são as vítimas. Isso cria na criança ou adolescente, a mentalidade de abrigo, mesmo sabendo que está errado. Os pais, porém, deveriam “educar” seus filhos antes deles irem para escola e/ou catequese, para que sejam exemplos de educação. Pois, muitas vezes, os filhos são o reflexo, o espelho dos pais. Exemplificando: “Se meu pai bebe e fuma, eu também posso!”. Isso está certo? Acredito que não. Mahatma Gandhi orienta: “Seja a mudança que você quer ver no mundo”. É nos pequenos atos de educação, que se chega à “perfeição educacional”, digamos. Baseado em fatos reais: Filhos respondendo os pais? Mandando neles? Sim! O pulso firme do cerne ou pilar da família (pai e/ou mãe), não consegue mais educar seus filhos. Será preciso chamar a “Super Nanny?” É vergonhoso saber que existem leis que não deixam os pais nem dar uma boa e necessária palmada ou chinelada de vez em quando, já que, espancá-los, fere com os Direitos Humanos e não é legal. Repetindo: “... vara e disciplina é sabedoria em qualquer tempo”. Não temos mais controle de nossa família? Filhos saem de casa e voltam a hora que querem, filhas saem e voltam grávidas, pais não têm tempo para amar os filhos... E tudo vai por água abaixo. Por isso, temos essa sociedade turbulenta, onde temos medo de sair às ruas, pois tememos ser assaltados, estuprados, mortos. A educação vem de berço e deve nos acompanhar até o fim de nossa vida terrena.

Enfim, o que devemos fazer? A resposta é muito simples: Investir na educação, seja ela, primordialmente, familiar, depois catequética e social. Pais, não tenham medo de educar seus filhos! O mundo agradece. E assim, teremos uma fraternidade universal, que é a comunhão entre o amor, a justiça e a paz. Trazendo presente o papel que cada indivíduo deve desempenhar na sociedade, contribuindo para a “Ordem e Progresso”, tão sonhados e que demoram a acontecer, não é? Para concluir, guarde novamente em seu coração e na consciência essa frase, e usufrua dela, parcimoniosamente, para educar seus filhos: “... vara e disciplina é sabedoria em qualquer tempo”. O Ministério da Educação adverte você e seus filhos, não a disciplina.


Seminarista Geferson Guisso, 17 anos
Ipuaçu (SC)

Currently have 0 comentários:


Leave a Reply

Meus Preferidos

Loading...

Não é no silêncio que os homens se fazem, mas na palavra, no trabalho, na ação-reflexão

Paulo Freire